Mostrando postagens com marcador impunidade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador impunidade. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 25 de junho de 2013

Eu também odeio passeata quando tem confusão, mas estou aqui!

Eu também odeio passeata quando tem baderna, e estou aqui!
Sou uma pessoa normalmente calma e pacífica(exceção quando alguém mexia com meus filhos!).
 Não, não sou alienada, preguiçosa, ao contrário, sempre cumpri com meus deveres, sempre fui muito séria e responsável, desde criança, acho que é coisa de berço, mas nunca fui de participar de passeatas e, pelo meu modo de ser e tipo de sensibilidade, achava sempre melhor fazer a minha parte para cooperar com o todo e continuar com esperança. Tenho a mania de acreditar que, se cada um fizer sua parte ( ou fizesse, no caso dos políticos deste maravilhoso país), todos poderíamos ter direitos respeitados, inclusive o de ficar curtindo a família ao invés de ir às ruas reclamar pelo que outros deixaram de fazer.  Deixava sim, os protestos veementes para quem tem mais jeito para isto e pensava que estas pessoas tem mais ferramentas para fazerem um protesto alcançar seu fim. Eu tenho também minhas ferramentas para outras coisas terem êxito. Cada macaco no seu galho, ué! Mas, paciência tem limite, amor e esperança acabam se não forem alimentados...
http://www.pontodopowerpoint.com/2013/06/o-povo-acordou.html
Parabéns Yolanda pelo post, e Dea Maia pela arte digital!

 Parabéns Boechat ! É isto mesmo, NÃO AGUENTO MAIS é o grito para quem esteve tanto tempo em paz e viu esperanças frustradas!!
" Eu Odeio passeata, estou aqui" - era um dos cartazes!!
 Tentar adaptar-se e preservar a paz, não pode ser para sempre, se o fato de calar leva o outro ao abuso. Às vezes é preciso gritar, falar, mostrar que estarmos caladas não era por covardia ou ignorância, era até por idealismo,heroísmo ou esperança que foram frustradas. Então, também estou aqui!
Por que ainda precisamos gritar para conseguir respeito e viver em paz com dignidade? E ainda disseram que não havia um objetivo claro a definir a razão do protesto????
   O objetivo é sempre o mesmo quando se trata de lutar contra DOMINADORES ABUSIVOS : 
  - RESPEITO E DIGNIDADE!

Assim, quando mulheres pacíficas saem às ruas ou participam à sua maneira do protesto, é porque estão cansadas, indignadas!


Se quiséssemos USAR DO PODER para DESTRUIR, ou ABUSAR, seríamos iguais aos que superfaturam as obras públicas ou a todos os que ABUSAM dos que são generosos e querem apenas viver em paz, cumprindo com suas obrigações. Não! Não somos baderneiras, ou contestadoras  estamos "cobrando" apenas o que nos cabe por direito, como uma mulher COBRA de seu homem o respeito que a ela é devido! E é o homem covarde e dominador que vem com aquela história de que NÃO DEVEMOS "COBRAR" , porque eles sim, são comodistas e querem continuar na deles, como se fosse possível viver sem apoios. Dependemos uns dos outros e a harmonia também depende de cooperação dos dois lados!!! E estamos lutando mais uma vez por um mundo melhor para nossos filhos... e netos... eu temo revoluções exatamente por eles, pois são sempre os nossos jovens os sacrificados, por isto me rebelo agora, para que eles não se sintam sozinhos, para que eles possam viver num país com mais Justiça e MENOS CORRUPÇÃO IMPUNE !!!  Vera



 http://4.bp.blogspot.com/-DFEgVXJYIwQ/UcjQu54jysI/AAAAAAAAGi4/N4hjokpjYm0/s400/deixa_eu_dizer_red.png

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Emoção e medo, no julgamento da Ação Penal 470

Acabo de assistir a uma parte da denúncia feita pelo Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, ao Superior Tribunal Federal, para o julgamento da Ação Penal 470 ( Mensalão).
   Uma denúncia que começou a ser feita desde março de 2006. Era preciso provas e investigação. Entre as acusações estão crimes de formação de Quadrilha,Corrupção, roubo e desvio de dinheiro... do nosso dinheiro, do dinheiro público que é arrecadado entre os cidadãos de bem que ainda querem viver sob a tutela da Justiça/Lei, e obedecendo a ela, dinheiro que deveria ser reinvestido para o bem do povo, do cidadão deste país! Crimes, devo lembrar, como qualquer outro quando uma quadrilha assalta um banco, ou um bandido, a nossa casa. Só que, muitos destes de que falo agora, tem "imunidade" parlamentar( o que minha ignorância não permite compreender!) Só que esta quadrilha, em tão pouco tempo, roubou mais de 1 bilhão de dólares! Só que há, infelizmente me parece, algo como uma quadrilha a proteger outra, como mafiosos, neste meio político, em que a impunidade começou a prosperar - porque então, não há mais limites, nem medo das consequências e para eles, apenas o céu é o limite!
   Hoje, este procurador Roberto Gurgel apresentou as provas, a denúncia e pediu a condenação de 36 dos envolvidos.

   Enquanto tantos de nós clamamos por uma igualdade impossível ( que familiares de políticos estudassem nas mesmas escolas que os nossos, que fossem tratados nos mesmos hospitais) e isto anda deixando o povo doente, porque desesperançado e triste, que pelo menos, nossa esperança possa recair, sem medo, na JUSTIÇA! Para que ELA possa devolver um pouco da dignidade ao povo enganado.
   Impossível não ficar emocionada, e com medo, neste momento tão importante e às vésperas de um julgamento que terá repercussão de tão grande alcance. Porque, o resultado deste julgamento, na minha opinião, alcançará cada um dos lares de nosso povo. O Superior Tribunal Federal deve ser respeitado por nós,por cada um dos cidadãos comuns e por todos os poderes, porque representa nosso interesse pela Justiça em seu mais alto nível! Em suas mãos está agora o poder de dar um passo decisivo para o início da moralização dos atos criminosos de políticos e governantes deste país, e de acabar com a impunidade dos que detém algum tipo de poder nas esferas políticas, o que vinha servindo de estímulo para todo tipo de crimes em qualquer outro nível, e por consequência, vinha tirando o sossego e a paz de todo cidadão de bem, cumpridor de leis que se sentia cada vez mais acuado diante de tanta barbaridade cometida contra as pessoas, as famílias brasileiras.
   É sabido que nós, o povo, somos roubados, agredidos e usurpados em nossos direitos à boa saúde, excelente educação e tantos outros direitos e recursos que nos chegariam se, tantos crimes e roubos não estivessem a ser cometidos impunemente, primeiros nas mais altas esferas e depois pelos bandidos menores, mas nem por isto menos perigosos. A chantagem, a impunidade e a corrupção precisam acabar, se queremos poder ter esperanças. E é esta uma importante ocasião para uma medida exemplar o que abrirá portas para um crescimento e desenvolvimento maior do nosso país, de todos nós. Pensemos quanto dinheiro é desviado dos hospitais, de escolas, do esporte, etc, para os bolsos, cuecas e contas no exterior, de poucos! Melhor começar de cima, lembrando que esta correção servirá de exemplo.
   É preciso que a Justiça não se deixe intimidar, não se desvie de seu nobre caminho e intento de viver para o que foi criada -  proteger o cidadão de bem que respeita a lei, em seu direito de viver em paz, segurança e igualdade. Este mesmo cidadão que dia a dia, já vem há tempo perdendo esperança, e se intimida diante de crimes e atos desrespeitosos praticados pelos que deveriam trabalhar para o bem deste cidadão. E, em consequência disto, a corrupção se alastrou em todos os órgãos, até na polícia, e em todos os níveis, de uma forma tão assustadora, que já não conseguimos dormir em paz, com tanta violência. Deus, estamos sozinhos? Precisamos da Justiça, com sua espada e sua honra!
   Abaixo da venda que cobre seus olhos para impedí-la de desviar seu julgamento do que é justo e correto, abaixo da venda que tem nos olhos para que seja sempre imparcial, que a Justiça tenha o dom da visão da águia, que pode ver muito à frente, para pesar em sua balança as consequências de seu julgamento neste caso! Hoje, ainda são os que tem o poder político, que roubam bens e direitos impunemente, amanhã serão, talvez qualquer quadrilha que tenha armas e saiba impor a violência.
   Que as mentes dos magistrados, e seus corações sejam iluminados, que seu discernimento mantenha-se claro, seu julgamento firme e justo, sua moral e espírito íntegros! Que não olvidem jamais que todos nós, toda a nação, cada uma das crianças desta nossa pátria, desejam ter a esperança de dias melhores, com deveres, direitos, segurança, saúde, alegria e paz!
   Deus os abençõe!
Foto: retirada do Google
Texto: Vera Alvarenga      
  

terça-feira, 21 de junho de 2011

Algemas..abuso de poder.

Recebi hoje um email com a manchete: "No mundo inteiro, as ALGEMAS são usada de forma INDISCRIMINADA. Ou seja, não há discriminação de cor, classe social, credo, sexo, faixa etária, nacionalidade, profissão, etc."
E vieram as fotos de juíz,artistas,empresários ligados à políticos,até de "velhinhos", alguém vestido de homem aranha,coelho,adolescente. Alguns sorrindo, outros constrangidos.Depois se comparava isto com o Brasil e discursos feitos contra o uso de algemas, por caracterizar "abuso de poder" e transcrevo aqui um,como me chegou em email:
A prisão há de ser pública, mas não há de se constituir em espetáculo. Menos ainda, espetáculo difamante e degradante para o preso, seja ele quem for. Menos ainda, se haverá de admitir que a mostra das algemas, como símbolo público e emocional de humilhação de alguém, possa ser transformado em circo de horrores numa sociedade que quer sangue, porque cansada de ver sangrar. Não é com mais violência que se cura violência. Não é com mais degradação que se chegará a honorabilidade social.” 
   
  Vi dois extremos...o uso das algemas que em alguns casos parece tão corriqueiro que elas não servem mais para constranger. Para alguns, perderam o valor que um dia pretendeu-se dar a elas? Não sei.
   Já no Brasil, minha alma humanista adorou o que disseram em defesa da humanidade do ser humano,que com elas seria constrangido...MAS, claro, há que se fazer mais em defesa da humanidade de nós outros, também. Para mim, seria perfeito, digo, um exemplo digno e perfeito de Justiça ao mundo se NÓS  no Brasil, abolíssimos algemas, só a usássemos talvez em caso justificado de perigo oferecido pelo detido (algo a se avaliar pelo Direito,com seriedade de julgamento),MAS também não usássemos a impunidade para os privilegiados e políticos que estão no poder, e aos privilegiados fosse dada a mesma responsabilidade que se dá aos demais,não é? Não é a algema que está faltando aqui, penso eu.
E, mais uma coisa...concordo que algemas são, na maioria dos casos, inapropriadas, humilhantes, mas a impunidade não seria também  abuso de autoridade? e humilhante para nós? Penso que, talvez em mim, apesar de toda minha humanidade, lá no fundo, bem no fundo,eu bem gostaria de ver poderosos que se alimentam do dinheiro dos impostos, usam-no para interesses pessoais,desviam verbas que deveriam atender com dignidade o povo nos hospitais, promover a saúde e apoiar quem trabalha por ela,que deveria atender crianças e adultos na educação, enfim, eu bem gostaria de vê-los numa reportagem em manchete, serem levados algemados para serem julgados por seu ato. E isto não acontece em mim porque sou sanguinária, ou deseje o mal de outro ser humano assim humilhado com algemas, mas porque ali, o que estaria sendo injuriado seria o ato em si, e em benefício de uma esperança e dignidade que poderia ser o maior orgulho do povo brasileiro( ou de qualquer outro). Mas, como disse, o que valeria mesmo e contentaria minha alma pacífica, seria apenas que a IMPUNIDADE FOSSE ALGEMADA, de vez.
Foto :Google(pode ter direitos autorais)
Texto:Vera e trechos de texto enviado por email
   

Clic para compartilhar com...

Compartilhe, mas mantenha minha autoria, não modifique,não uso comercial

 
BlogBlogs.Com.Br
diHITT - Notícias