Mostrando postagens com marcador veraimagens. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador veraimagens. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Natal e suas Luzes...














sábado, 12 de setembro de 2015

Uma feliz oportunidade - visitar Sainte Chapelle

Numa manhã fria como a de hoje, ora garoando ora chovendinho, a gente saiu sem guarda-chuva, e foi andando, ora mais depressa ora se escondendo nas entradas das lojas, até chegar ao destino programado.
Hoje, com este tempo e baixa temperatura, só saí de casa uma vez para almoçar e outra, para olhar o jardim do Condomínio que estou ajudando a arrumar. Mas lá, a gente tinha de aproveitar, afinal, com garoa ou não, era Paris! Paris!
  Nosso destino era a Sainte Chapelle. Íamos andando, eu perguntando, e afinal chegamos. Quando fui verificar porque a fila não andava, nos avisaram que, apesar de ser dia de visita,excepcionalmente, não poderíamos entrar. Havia uma reunião importante acontecendo lá no Palácio da Justiça. Para entrar na igreja, temos de passar por uma porta e entrar no pátio que também dá acesso ao Palácio da Justiça. Voltamos à tarde e, decepcionados soubemos que ainda não poderíamos entrar. Contudo, no dia seguinte, lá fomos nós novamente.
Este é o Portão pelo qual saímos. Muito bonito! Atrás dele, à esquerda está Sainte Chapelle, o monumento gótico mais bonito da França. Tive esta feliz oportunidade de conhecê-la. É realmente uma Igreja belíssima, com seus grandes vitrais. As fotos teriam ficado mais bonitas com o reflexo da luz do sol por entre os vitrais coloridos, mas, não havia sol. Um dia, quem sabe, se eu ainda puder voltar à Paris, vou repetir a visita, desta vez num dia de sol.














terça-feira, 18 de agosto de 2015

A visita aos Petit e Grand Palais...

 Você faz roteiro, se programa, enfrenta seus medos, encara o que for preciso e faz a sua parte para colher aquele fruto saboroso... ou simplesmente para conhecer os Petit e Grand Palais. Mas quem foi que disse que só querer é poder? Até posso complementar - querer, arregaçar as mangas, fazer e não desistir, isto sim, seria mais viável, mas nem mesmo assim, tudo se concretiza como desejávamos.
  Por vezes, o trajeto demora mais do que pensava e quando chega lá, dá de cara numa porta fechada!


 Mas... que porta!! Uau!
Não consegui entrar no Petit Palais. Tive de me conformar fotografando por fora mesmo.

Que portão lindo!

De repente, você tem de alterar sua programação, então pensa, tá bem, o que escrevi aqui que faria hoje, farei amanhã e, como o tempo é curto para rever tudo, segue em frente.
Acontece que, quando eu programei e escrevi lá no meu caderninho de "Roteiro", eu bem sabia porque tinha escolhido um dia e não outro para algumas visitas. Ocorre que, uma vez por semana, em dias variados para cada "atração", as portas estão fechadas...
Mas tem cada porta, hein?! 
Aí você dá uma espiadinha pra dentro... e vê um anjo! E como todos, estava fora de alcance..apenas uma espiadinha, um ligeiro contato de 2º grau, uma lembrança no clic, se a luz me ajudasse...









Tudo comprova que há imprevistos pelo caminho e temos de aprender a lidar com frustrações, mesmo apesar de todo esforço ou dedicação, nem tudo sai como a gente desejava! Por isto é tão importante não ir com tanta sede só para matá-la junto ao pote... é melhor ir bebendo uns golinhos pelo caminho e aproveitando o percurso...
Fiquei, de fato, encantada com esta porta... este portal!

fotos/texto:Vera alvarenga


sábado, 8 de agosto de 2015

Paris e a Catedral de Notre Dame

 Já estou de volta há tanto tempo e me pergunto se foi verdade mesmo que estive lá...


Quando eu poderia imaginar que um dia o sonho seria real?

Sair daqui, do meu ninho, ter coragem para voar para tão longe por tantas horas, andar num país sem falar quase nada o idioma de lá, a não ser para cumprimentar, e explicar que eu era brasileira e pedia desculpas por não falar francês....


Fazer o roteiro, que teve de ser adaptado às novas circunstâncias ou à chuvinha, ficar sem internet no celular e portanto sem poder seguir pelo Google Maps ou pelo roteiro do Metrô de lá...
Aliás, ter coragem para ir para todo canto de Metrô! Isto seria difícil, mas eu tinha um mapa que plastifiquei..um mapa que recebi antes de viajar, de uma amiga gentil de meu filho e nora e, que se tornou nossa amiga ( ah! ela foi uma das boas coisas de Paris!) - a Christine!


E, como o marido tinha avisado que não iria se arriscar a sair à noite, e ficar andando de Metrô por lá sem nada conhecer, e que não veríamos as luzes de Paris nem o Sena ao anoitecer, por conta disto.... e eu entendo perfeitamente o receio dele, mas....
já que íamos, então...quem tá na chuva é pra se molhar!


 Se eu não podia ficar longe das coisas que queria ver porque ia ficar mais dificil, então, aluguei um pequenino apartamento de um jornalista, bem no centro, bem no meio do Sena.... ali mesmo, na Ille de Saint Louis !!

E então, estávamos a poucos quarteirões da Ille de la Cité e da Catedral Notre Dame, e de 2 estações de Metro, e de mais uma de trem... Foi assim que facilitei as coisas, porque é claro, não foi muito fácil.

 Sim, não foi fácil! Perdemos muitas horas e caminhadas e ficamos cansados de ir atrás das indicações na tentativa de comprar o tal chip para meu celular ( o que não deu certo).

Até que desisti e resolvi aproveitar o que podia, com o mapa do Metrô nas mãos, a coragem e a disposição para caminhar, descobrir. O roteiro que fiz antes foi de extrema e importantíssima ajuda!
Valeu muito à pena.


 Algumas vezes fomos a lugares que ao chegar, não podíamos entrar. Ou porque estava no horário limite para entrar, como no Museu DÓrsay, ou porque estava fechado para visitação devido a uma reunião importante no Palais de Justiça, como na Sainte Chapelle ( onde tivemos de voltar à tarde e ainda depois, no outro dia, quando só então foi possível entrar)....

 Contudo, na Notre Dame fomos, como eu pretendia, assistir uma missa num horário em que havia o Canto Gregoriano...

Foi mesmo bonito de se ver e de ouvir!

Notre Dame, como quase tudo em Paris, é grandiosa... me fez pensar mais uma vez, na capacidade do ser humano construir e embelezar os espaços. É impossível deixar de pensar em quantas pessoas estiveram ali, com suas mãos e suor trabalhando, esculpindo, edificando...

 Os templos, igrejas, catedrais, tem história...
se suas paredes pudessem nos contar, ouviríamos lamentações, orações, murmúrios, testemunhos de fé, de vaidade, de amor, de sonhos de paz...

Que Deus abençõe sempre aqueles que constroem com pureza de intenções, aqueles que sonham um sonho de paz, aqueles que trabalham dando o melhor de si porque para eles, este é o sentido da vida... que Deus esteja em todos os templos que são construídos com boa vontade, no coração dos homens (religiosos ou não).
  A Catedral de Notre Dame é linda! E tem um jardim agradável, onde fomos algumas vezes...








Clic para compartilhar com...

Compartilhe, mas mantenha minha autoria, não modifique,não uso comercial

 
BlogBlogs.Com.Br
diHITT - Notícias